segunda-feira, 21 de agosto de 2006

George Bush deseja derrotar "ideologia" islâmica


O presidente dos Estados Unidos pediu à comunidade internacional que se una no Oriente Médio contra a "ideologia" islâmica, por meio de uma rápida retirada da ONU do Líbano e de possíveis sanções contra o Irã. "O interessante em relação à violência no Líbano, Iraque e Gaza é que ela envolve grupos terroristas que tentam conter os avanços da democracia. Cabe à comunidade internacional entender essa ameaça", disse Bush em entrevista coletiva.


Bush citou aquele país entre "as ameaças e desafios que o mundo enfrenta neste século XXI". Frente à situação no Oriente Médio, o presidente americano disse estar convencido de que a comunidade internacional enfrenta uma "ideologia", referindo-se aos radicais muçulmanos, e que "a única forma de derrotá-la a longo prazo é mediante outra ideologia, com um governo que responda à vontade do povo".

4 comentários:

REI UBU-KOWISKI disse...

JEW GOOD IS JEW DEAD!

hora israelita disse...

a verdade dói, mas deve ser dita!

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

camarada Rei "Urubu", vai ler um pouco mais e se informar do que REALMENTE acontece no oriente médio ao invés de defender estes anti-democratas terroristas, que só pregam o ódio ao ser humano.

Qual foi o bem para a humanidade que os muçulmanos fizeram?

Só há homens-bomba, meu amigo....