sábado, 8 de dezembro de 2007

Hugo Chavez manda invadir a Hebraica

Era meia-noite de sábado para domingo, dia do plebiscito no qual o governo venezuelano foi derrotado em suas pretensões de perpetuação no poder, quando 40 policiais do DISIP (polícia política), grupos anti-terror, esquadrão anti-bombas, e entorpecentes derrubaram as portas do Colegio y Centro Social, Cultural y Deportivo Hebraica de Caracas. Estavam a procura de armas e explosivos que "poderiam ser usados para desestabilizar o plebiscito. Ninguém foi preso e nada foi achado. Em 2005, a polícia venezuelana já havia invadido a Hebraica, e nada fora achado, também.

Um comentário:

Prof. Raimundo Nonato Martins Junior disse...

Isso é um absurdo!
Esse sujeito ainda vai causar um grande prejuizo a América Latina.